Unimed visita SAMU e conhece fluxograma de atendimentos

A equipe da Unimed Divinópolis visitou na tarde desta quinta-feira (17), a Central de Regulação das Urgências. Na ocasião os representantes da instituição se reuniram com o diretor e secretário executivo do SAMU José Marcio Zanardi, para entenderem o fluxograma de atendimentos do Serviço.

A equipe enfatizou a relevância da Regulação Médica das Urgências e os inúmeros benefícios que o SAMU tem trazido à população da área sanitária ao qual está inserido, afirmando que é fundamental estabelecer parcerias e comunicação entre as instituições para que os fluxos de solicitação e atendimento fiquem claros no intuito de minimizar as intercorrências inerentes à rotina.

De acordo coma portaria 2.048 do Ministério da Saúde, a Regulação Médica das Urgências, baseada na implantação de suas Centrais de Regulação, é o elemento ordenador e orientador dos Sistemas Estaduais de Urgência e Emergência. “As Centrais, estruturadas nos níveis estadual, regional e/ou municipal, organizam a relação entre os vários serviços, qualificando o fluxo dos pacientes no Sistema e geram uma porta de comunicação aberta ao público em geral, através da qual os pedidos de socorro são recebidos, avaliados e hierarquizados”, como consta no anexo II da portaria.

Isso significa que, o médico regulador – autoridade sanitária e responsável pelas condutas e decisões médicas dentro da Central de Regulação das Urgências – também exerce autoridade sanitária sobre qualquer prestação de serviço de saúde no âmbito de sua abrangência.

A gestora de planejamento e regulação da Unimed, Regina Girão, elogiou a estrutura e o fluxograma do SAMU. “Conhecendo a estrutura de perto nos fez mais confiantes ainda nessa parceria. Já tínhamos noção de como era a Central e é realmente grandioso, surpreendeu muito. Além do suporte aos beneficiários da Unimed com a Regulação Médica, ficamos felizes com a possibilidade de parceria em relação aos treinamentos para nossos colaboradores através do Núcleo de Educação Permanente (NEP) do SAMU”, destacou.

17 de agosto de 2017