CIS-URG realiza treinamento sobre o Tenecteplase

Cerca de 70 médicos e enfermeiros do SAMU participaram neste fim de semana de um treinamento para administração do Tenecteplase, que em breve estará disponível dentro das Unidades de Suporte Avançado (USAs) do SAMU. O treinamento foi ministrado pelo médico Fábio Augusto De Luca, que é especialista em clínica médica e cardiologia, doutor em medicina pela Universidade de São Paulo e coordenador do Hospital Geral do Grajaú – IRS Sírio Libanês. 

Segundo índices mensurados pelo Datasus, os agravos cardiovasculares incluindo o Infarto Agudo do Miocárdio (IAM) são responsáveis pelo maior número de mortes no país e, por isso, visando cada vez mais o aperfeiçoamento nos atendimentos aos pacientes, será incorporado às maletas de medicamentos das USAs, o Tenecteplase – um medicamento indicado para o tratamento trombolítico para esta causa de morte.

“Ter o Tenecteplase nas ambulâncias significa antes de mais nada, reduzir as mortes por infarto na região. Isso porque o medicamento é administrado em dose única, cuja ação no organismo é imediata, atuando sobre o trombo que obstrui a artéria do coração e provoca o IAM. Isso garante mais chances de vida ao paciente, até a chegada em uma unidade hospitalar para tratamentos intensivos”, ressaltou Lobão.

O Infarto Agudo do Miocárdio é caracterizado por sintomas específicos como fortes dores no peito, de início súbito e radiada para o braço esquerdo ou região da mandíbula. “Essas são as manifestações do infarto, portanto, é fundamental que haja aplicação do trombolítico”, finalizou Lobão.

11 de junho de 2018