1º Encontro Regional do SAMU reúne 140 pessoas em Divinópolis

O 1º Encontro Regional SAMU 192 – Regulação das Urgências, realizado nesta quarta-feira (21) reuniu cerca de 150 pessoas entre autoridades locais, gestores de saúde, gestores de unidades hospitalares, médicos e colaboradores do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). O objetivo foi alinhar os atendimentos do Serviço junto às unidades hospitalares dos 54 municípios que integram a Região de Saúde Ampliada (RAS) Oeste. Foi sobretudo, um momento de avaliação e balanço dos nove meses de atuação do SAMU.

O evento foi uma iniciativa do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Região Ampliada Oeste (CIS-URG), junto ao Núcleo de Educação permanente (NEP), que visa capacitação contínua de todos os envolvidos na prestação de atendimentos de urgência emergência.

Na oportunidade os participantes puderam discutir os papéis assistenciais de quem atua dentro da Central de Regulação, nas ambulâncias e nos hospitais que recebem os pacientes atendidos e regulados pelo SAMU. O evento contou com a participação do Consultor em Gestão de Saúde e Promotor de Justiça Gilmar Assis, que ministrou palestra sobre os deveres legais da Regulação Médica.

“Primeiro quero parabenizar o CIS-URG que sai na frente dos demais Consórcios estabelecidos em toda Minas Gerais pela decisão visionária de fazer esse Encontro Regional de uma forma multidisciplinar, com as diferentes facetas dos órgãos que compõe o sistema da regulação. Os envolvidos passaram a entender que determinadas decisões que são tomadas pelo SAMU 192 não decorre da sua discricionariedade, mas, pela imposição de uma legislação estadual e nacional, onde dá ao Serviço toda essa possibilidade. Por fim, reforço que a gestão do conhecimento e transparência dessas informações só qualificam o processo decisório, criando a responsabilidade definida de cada um dos atores neste processo”, destacou.

O coordenador do SAMU José Marcio Zanardi ressalta a necessidade constante de buscar o aperfeiçoamento no que tange os atendimentos prestados pelo SAMU em consonância com hospitais de encaminhamento diário dos pacientes.

“Tudo que a gente constrói, certamente com o tempo vai se aperfeiçoando e com o SAMU não é diferente. Há muitos rumos a serem corrigidos ainda, tanto da nossa parte, quanto da rede hospitalar, mas hoje foi um momento de comemoração em relação a tudo que nós fizemos de bom neste período. Olhar para trás e ver os erros também é sempre muito positivo. O importante para nós é ter consciência de que aquilo que fizermos de errado nós podemos corrigir. Então, nós vamos corrigir todos os erros necessários internamente dentro do CIS-URG através de processos administrativos e de denúncias da população. Nós estamos abertos para discutir e queremos corrigir, essa é nossa vontade, acertar e ter eficiência e qualidade no serviço para que a população seja bem assistida através do SAMU 192”, destacou o coordenador do SAMU.

Ele ainda completa que o encontro foi uma oportunidade de discutir os aspectos legais da Regulação Médica, mostrando a responsabilidade dessa regulação sobre o sistema como um todo e sobre a vida dos pacientes que estão sendo regulados na urgência e emergência. “Também foi ressaltada a responsabilização dos profissionais envolvidos tanto na rede que atende, quando dos profissionais que estão dentro das ambulâncias, para que todos entendam suas responsabilidades e penalidades que advêm da negligência em relação a falta de assistência adequada. Foi ainda oportunidade de mostrarmos o fluxo desses pacientes dentro da rede para que apossamos otimizar o nosso atendimento. É claro, é sempre gratificante recebemos representantes de 40 municípios e diversos profissonas que atuam na área de saúde, bem como, os nossos gestores municiais. Agradeço a todos pela presença e com certeza, vamos crescendo a aprendendo com o tempo”, finalizou Zanardi.

Daniela Alves, secretária de saúde de Candeias disse que foi um momento amistoso para esclarecimentos e entendimento das tomadas de decisões por parte da rede hospitalar e SAMU. “Tínhamos alguns questionamentos dos fluxos de atendimento e algumas dificuldades de portas de entrada e de regulação que hoje foram esclarecidas pelo Dr, Lobão e José Márcio. Além deles acrescentou muito a participação do promotor Gilmar Assis que deixou uma bagagem muito grande para todos e uma esperança de melhorar essas portas de entrada. Esse foi o grande mérito do encontro e esperamos que aconteçam outros”, disse.

O tenente-coroneldo Corpo de Bombeiros Militar Paulo César Gonçalves Fernandes, esteve no evento como convidado e na ocasião fez uso da palavra para ressaltar a relevância do encontro e como são importantes práticas de aperfeiçoamento voltadas para o Serviço internamente.

“Reputo da maior importância e relevância para a concepção do trabalho que vem sendo desenvolvido em nossa região. Sempre que há uma abordagem interna, voltada para discussão do aprimoramento das práticas, ela tem uma relevância ímpar para que as ações e boas práticas sobreponham uma ou outra deficiência que por ventura venha surgir. Voltar os olhos internamente para melhoria das ações, para melhoria da prestação de serviço para a população é sempre relevante. Ressalto ainda, que essa proximidade que o SAMU tem com o Corpo de Bombeiros é fundamental, porque Corpo de Bombeiros também presta o serviço de urgência e a gente prescinde de uma Regulação Médica e de uma orientação mais técnica que o SAMU tem. Então, quando esses dois órgãos se juntam eu quero crer e tenho a certeza de que a população tem de fato, a melhora na prestação do serviço”, disse.

27 de março de 2018